Resultados: A diferença que faz aquilo no que acreditamos

Resultados: A diferença que faz aquilo no que acreditamos

Resultados: A diferença que faz aquilo em que acreditamos

Glória Lambertucci

04/2016

 

A vida é rosa!  O trabalho é uma guerra!  O casamento é uma prisão! A vida tem que ser dura para se dar valor as coisas!  Amar é sofrer!    Eu não nasci para ganhar dinheiro!  Homem que é homem não chora! …e por aí vão um monte de formas de se dizer no que se acredita, ao que damos valor, nossas crenças.

As crenças   influenciam de forma direta e determinante a vida das pessoas. Crenças são princípios de ação.

Se você quer saber no que uma pessoa acredita, observe o que ela faz, não o       que ela diz. Formamos nossas crenças como resultados de nossas experiências, o que as torna nossas verdades.  Sob certo sentido, elas se tornam profecias autorrealizáveis, das quais não se tem consciência.

Se você acreditar que é uma pessoa agradável, você agirá dessa forma. As pessoas com quem nos relacionamos, confirmarão a nossa crença.  Quando o mundo as confirma, então isso faz sentido para nós, é previsível e nos promove um sentido de segurança e certeza.  O mesmo acontece quando você acredita que é uma pessoa de sucesso. As suas ações, a sua percepção de mundo, sempre convergirão no sentido de confirmar a sua crença. As pessoas a verão dessa forma.

Se você está satisfeito com os resultados que obtém, então continua agindo da mesma maneira e mantenha as suas crenças.

Mas e se esse não é o caso? E se a pessoa sempre obter o contrário do que deseja?

Pode significar que alguma crença que ela tem a está impedindo.   Crenças podem e devem mudar, isso significa que podemos trabalhar as nossas crenças.

As crenças são formadas por experiências, e, igualmente, as experiências são o resultado de crenças, assim sendo, de acordo com suas consequências passamos a acreditar em certas coisas que, no futuro, jogarão contra nós mesmos. Você pode ter novas experiências que resinifiquem suas experiências anteriores, e consequentemente, transformará as crenças que te atrapalham em crenças fortalecedoras.

Na verdade, nossas crenças tem uma intenção positiva, ou seja, nosso inconsciente nos impele a nos comportar de forma a nos proteger e favorecer.

O que podemos fazer é encontrar outra forma de agir que satisfaça a intenção positiva daquele comportamento inadequado.

Assim, se estamos frustrados e infelizes com nossos resultados na vida, podemos buscar caminhos para construir outra forma de perceber a nós mesmos e ao mundo. Aprender novos comportamentos que nos permitam ser e obter os objetivos que desejamos.

Um dos caminhos para isso é o coaching, processo no qual você as identifica e as modifica de forma a que trabalhem a seu favor.